Como o amor de marido e mulher é alimentado pela Eucaristia

Se Jesus é a fonte de todo amor, temos que recorrer a Ele para renovarmos nosso amor conjugal

Todo mundo sabe que o casamento não é um “mar de rosas” o tempo todo. Quando surgem os desafios da vida a dois, o amor é sempre colocado à prova.

No entanto, é durante esses momentos difíceis do casamento que marido e mulher precisam alimentar seu amor. Como fazer isso? Através da Eucaristia!

São João Paulo II, em sua exortação apostólica Familiaris Consortio, explica como o amor entre marido e mulher precisa ser nutrido pela Eucaristia.

“A Eucaristia é a principal fonte do casamento cristão. O sacrifício eucarístico, de fato, representa a aliança de amor de Cristo com a Igreja, selada com Seu sangue na cruz. Nesse sacrifício da Nova e Eterna Aliança, os cônjuges cristãos encontram a fonte da qual flui sua própria aliança, é estruturada interiormente e continuamente renovada.”

Jesus nos amou tanto que, além de morrer na cruz, ele literalmente se tornou alimento para nós. Esse exemplo de sacrifício e desejo de comunhão íntima continua sendo um modelo para seguirmos. Embora nunca cheguemos às alturas de tal amor nesta vida, podemos, pelo menos, imitá-lo de algum modo em nosso casamento.

São João Paulo II continua dizendo como o fato de receber Jesus na Sagrada Comunhão pode alimentar a vida de amor em nossos lares:

“Como representação do sacrifício de amor de Cristo pela Igreja, a Eucaristia é uma fonte de caridade. No dom eucarístico da caridade, a família cristã encontra o fundamento e a alma de sua “comunhão” e sua “missão”: participando do pão eucarístico, os diferentes membros da família cristã tornam-se um corpo, que revela e compartilha em geral unidade da Igreja. A participação deles no Corpo e Sangue de Cristo se torna uma fonte inesgotável de dinamismo missionário e apostólico para a família cristã.”

Se Jesus é a fonte de todo amor, por que não devemos ir a ele para renovar nosso amor no casamento?

Nem sempre associamos o amor conjugal ao amor de Jesus, mas São Paulo também entendeu totalmente essa conexão e escreveu sobre isso em sua Carta aos Efésios. Suas palavras nos lembram que temos de amar um ao outro como Cristo nos ama – e mostra esse amor mais plenamente na Eucaristia:

“Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela” (Efésios 5,25). 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito − quatro =