NOTÁVEL APELO DE JESUS

    Bela mensagem de esperança oferece Cristo no Evangelho de hoje: “Vinde a mim vós todos que estais afadigados e sobrecarregados e eu vos aliviarei” (Mt 11,2-30). Notável apelo para todos os que suportam o peso da caminhada na pobreza, no desprezo e nas mais variadas doenças, nas angústias e sofrimentos de toda espécie. Ir até o Divino Salvador é crer nele e depositar dentro de seu coração todas as amarguras, aderindo à sua pessoa divina na mais cabal confiança. Ele tem solução para todas as necessidades. Ele é assaz rico e o amor transborda de sua amável pessoa. Ele é um caminho de libertação, pois tem palavras de vida eterna. Ele oferece então a solução: “Tomai sobre vós o meu jugo”. Quem assim procede se torna forte perante as intempéries da vida. É preciso, contudo, estar ligado a Ele pela prece, pelos sacramentos e no acolhimento de sua palavra e no exercício da caridade. Ele se dispõe a carregar conosco o fardo de nossos erros que nos oprime. Ele quer a todos libertar, livrando de todo e qualquer mal, como das falsidades, das calúnias, das crueldades, das omissões. Jesus deseja que todos vivam felizes na sua companhia, pois nos mostra sempre o caminho de seu amoroso coração. Por intermédio dos sacerdotes Ele oferece, através de uma sincera confissão, o perdão dos pecados. Ele é um Deus libertador. Seu Evangelho é exigente, mas este rigor é a chave de uma superação de si mesmo, de uma felicidade, vivendo uma existência repleta de sentido. Disto resulta, de fato, um florescimento de júbilo interior e a expansão de uma fraternidade beatificante. Ele faz seus seguidores membros de uma mesma família, um povo de irmãos. Todas as vezes que há uma divisão entre estes irmãos é Cristo que é rejeitado, mas, lá onde há união, resplandece a sua presença santificadora. “Vinde a mim”, nos diz Ele, propondo a todos entrarem nos seus sentimentos de paz e harmonia, lançando fora tudo que possa inquietar. Ele afirmou que todas as coisas Lhe foram entregues pelo Pai. Trata-se de um mundo novo, repleto de vida, um dom contínuo de sua munificência. Isto, porém, escapa aos sábios deste mundo, mas é abraçado pelos pequeninos, pelos simples de coração. Portanto, uma nova via, um novo caminho que leva à total liberdade. Maravilhosa a pedagogia do Filho de Deus, que não foi assimilada por escribas e fariseus de seu tempo e não é também aceita por todos os orgulhosos séculos afora. Apenas os pobres de espírito, que aceitam de bom coração a expectativa do Reino estabelecido por Ele, são capazes de usufruir de todas as vantagens que Ele oferece. Estes benefícios espirituais brilham para os que se deixam possuir por Deus e se envolvem nos desígnios de seu amor. Isto captado não por uma cultura materialistas, mas pela ciência do verdadeiro amor, que leva à fidelidade para com Deus e engrandece a alma, conduzindo cada um à superação de si mesmo. Salvação apenas através do Evangelho, inscrita no livro da vida que apenas Deus pode abrir e fechar. Seja então qual for a cultura de cada um ou sua atividade nas mais diversas profissões, a vida do cristão é feita de pequenas coisas, mas todas influenciadas pelo amor a Deus e ao próximo. Quem acata Jesus não despreza o desenvolvimento em geral, nem se entrega à preguiça intelectual. Aos olhos de Cristo, porém, a técnica e qualquer progresso indutor do incremento cultural, social e econômico devem estar ao serviço da fé. Eis porque a Igreja incentiva as pesquisas científicas, pois sabe que elas nunca obscurecerão a obra de Deus. Aos humildes e aos estudiosos de boa vontade, portanto, resplandecerá sempre as luzes divinas, pois a eles o Pai se revela. Estes encontram o repouso, pois o jugo de Jesus é leve e suave.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    treze − 10 =