4º dia da Trezena de São Sebastião

    Na Festa do Batismo do Senhor – domingo dia 10 de janeiro: 4º dia da trezena em preparação à festa de São Sebastião. Esse ano está sendo com as precauções necessárias que prudentemente nos ajuda a viver este momento e não correr riscos de contaminação, sem muitas aglomerações, devido a pandemia da Covid-19, com todos os cuidados sanitários e os distanciamentos necessários, mas por intercessão de São Sebastião acreditamos que no próximo ano poderemos fazer uma trezena ainda mais participativa, como no passado em que todos os cantos e recantos da Arquidiocese irmanam-se para saudar o glorioso Mártir, reunindo grande número de pessoas. Mas, acredito que mesmo com um número reduzido de pessoas ou sendo feita pelo acompanhamento pela internet ou pela Televisão, a nossa trezena tem sido solene, piedosa e muito bonita, produzindo muitos frutos. Muitas atividades acontecem pela mídia e as que são presenciais são transmitidas para que todos possam participar de casa.

    O subtema da trezena nesse Domingo (4º dia) é: “São Sebastião, modelo de seguimento”, pois ele seguiu e defendeu fielmente a Cristo e a sua Igreja até o martírio. Esse título de defensor da Igreja ele recebeu do Papa São Caio, por seu zelo e amor que cuidava da Igreja. E, ainda, Santo Ambrósio o apresentou como modelo de verdadeiro Cristão. São Gregório Magno propagou ainda mais a devoção a São Sebastião, pois o nosso Santo padroeiro se deixou lavar pelo sangue do cordeiro para se assemelhar a Jesus, que, entregando sua vida por nós, é também o primeiro a mostrar que é possível doar a vida em favor dos irmãos.

    Que nós nos dias de hoje sigamos o exemplo de São Sebastião e defendamos a Igreja de Cristo a todo custo, que possamos mostrar através de nossas atitudes que essa Igreja continua viva e através dos séculos continua sendo sinal de salvação para todos os povos. E que quem sustenta e mantém essa Igreja viva é o Espírito Santo e que esse mesmo Espírito guia as nossas ações no dia a dia para manter essa Igreja com o mesmo vigor.

    Somos chamados a ser discípulos e missionários de Jesus em qualquer realidade, sempre adaptando a linguagem evangélica para cada situação. Hoje em dia tem muitos meios para se anunciar o Evangelho e ser um propagador da paz. Podemos usar as redes sociais, a internet, o rádio ou a televisão, temos muitos meios para que a Palavra de Deus chegue ao maior número de pessoas possível. Nós temos os meios, basta aprendermos a trabalhar com eles.

    Pratiquemos obras de caridade, doando alimento, roupas para aqueles nossos irmãos últimos que pouco ou nada tem, esse é um passo para a nossa salvação. Mas, antes de apenas darmos o material, que possamos dar as pessoas o amor que vem de Deus. Somente através do amor de Deus conseguiremos construir uma sociedade mais justa e fraterna.

    Que a esperança que o nosso Santo padroeiro trazia em seu coração não morra em nós, e possamos não desistir de construir um mundo melhor para todos. Levemos essa mensagem de esperança trazida por Jesus a todos aqueles que se encontram desanimados e tristes para que revigorem as suas forças e possam acreditar num mundo melhor.

    Vivemos tempos difíceis somente por meio da fé em Deus para podermos continuar acreditando na vida e no ser humano. Para isso o Santo Padre o Papa Francisco lançou no fim do ano passado a Encíclica Fratelli tutti, e que em cada dia dessa trezena é mencionado um trecho. O Papa Francisco quer nos dizer que somos todos irmãos e que se quisermos construir um mundo melhor, só será possível por meio do diálogo e da fraternidade entre nós, devemos derrubar os muros que nos separam de olhar no rosto do outro e devemos construir pontes de ligação entre nós.

    O Papa Francisco ainda diz que não deve haver distinção entre pobres e ricos, entre negros e brancos, pois somos todos filhos de Deus e irmãos por meio do batismo. Comecemos da nossa casa, do nosso trabalho, do local em que vivemos, sigamos o exemplo do glorioso mártir São Sebastião que em seu tempo tentou criar relações de paz com seus irmãos e inclusive com aqueles que o perseguiam e coloquemos em prática o que o Papa nos diz em sua Encíclica. A melhor forma de vencermos esse vírus é o amor entre nós.

    Que o bom São Sebastião rogue a Deus por nós e que pela intercessão dele sejamos mensageiros da esperança e construtores da paz.

    Hoje celebramos a Festa do Batismo do Senhor, o início da vida pública de Jesus, que o Espírito Santo que recebemos no nosso batismo nos estimule e impulsione para a missão e nos faça, a exemplo e no modelo do seguimento cristão de São Sebastião, fiéis no seguimento a Cristo e a Igreja.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    3 × dois =