SEMANA DOS IDOSOS

    “Até a vossa velhice continuo o mesmo, até vos cobrirdes de cãs continuo o mesmo, eu vos criei e eu vos conduzirei, eu vos carregarei e vos salvarei” (cf Is 46,4)

              Ao iniciarmos a Semana do Idosos iremos refletir e celebrar o protagonismo de homens e mulheres da terceira idade que, em meio a tribulações que cada avô, avó, idoso e idosa perpassaram na caminhada terrena, nos servem de inspiração em continuar a viver intensamente, mesmo em meio a pandemia que ainda nos assombra.

             Este ano, a Semana dos Idosos terá como ápice o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, instituída e celebrada pela primeira vez a pedido do Sumo Pontífice. Papa Francisco explica o porquê de celebrar este dia “Mesmo quando tudo parece escuro, como nestes meses de pandemia, o Senhor continua a enviar anjos para consolar a nossa solidão repetindo-nos: ‘Eu estou contigo todos os dias’. Di-lo a ti, di-lo a mim, a todos. Está aqui o sentido deste Dia Mundial que eu quis celebrado pela primeira vez precisamente neste ano, depois dum longo isolamento e com uma retomada ainda lenta da vida social: oxalá cada avô, cada idoso, cada avó, cada idosa – especialmente quem dentre vós está mais sozinho – receba a visita de um anjo!” (Pp. Francisco).

             Ora, a importância do ancião em nossa sociedade é vivente, pois a vocação não envelhece com o tempo, mas sim amadurece. E é necessário transmitir a sabedoria as novas gerações, afinal “no Evangelho de Mateus, Jesus diz aos Apóstolos: «Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a cumprir tudo quanto vos tenho mandado» (28, 19-20). Estas palavras são dirigidas também a nós, hoje, e ajudam-nos a entender melhor que a nossa vocação é salvaguardar as raízes, transmitir a fé aos jovens e cuidar dos pequeninos. Atenção! Qual é a nossa vocação hoje, na nossa idade? Salvaguardar as raízes, transmitir a fé aos jovens e cuidar dos pequeninos. Não vos esqueçais disto.” (Pp. Francisco).

             Portanto, que nesta semana, ao olhar para o idoso, vejamos o reflexo da perseverança por aqueles que vivenciaram as tribulações ou até mesmo a solidão. Não esqueçamos de louvar, agradecer e espelhar na vida destes que nos precederam na fé, afinal “o cabelo grisalho é uma coroa de esplendor, e obtém-se mediante uma vida justa” (cf. Pr 16,31).

    Saudações em Cristo!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    dois × 2 =