Papa cria nova Comissão de estudo sobre o diaconato feminino

O Papa Francisco decidiu instituir uma nova Comissão para estudar o diaconato feminino, que será presidida pelo Arcebispo de L’Aquila, Itália, Cardeal Giuseppe Petrocchi.

Conforme informou a Sala de Imprensa do Vaticano nesta quarta-feira, 8 de abril, por meio de um comunicado, a decisão foi tomada “durante uma recente audiência concedida ao Cardeal Luis Francisco Ladaria Ferrer, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé” .

Além do Cardeal Petrocchi como presidente, farão parte da nova comissão o Pe. Denis Dupont-Fauville, funcionário da Congregação para a Doutrina da Fé e 10 membros:

Catherine Brown Tkacz, Lviv (Ucrânia); Dominic Cerrato, Steubenville (Estados Unidos); Santiago del Cura Elena, Burgos (Espanha); Caroline Farey, Shrewsbury (Grã-Bretanha); Barbara Hallensleben (Suíça); Manfred Hauke ​​(Suíça); James Keating (Estados Unidos); Mons. Angelo Lameri (Itália); Rosalba Manes (Itália) e Anne-Marie Pelletier, Paris (França).

O Papa Francisco criou uma primeira Comissão de estudo para analisar a possibilidade de estabelecer um diaconato feminino em agosto de 2016. No entanto, na coletiva de imprensa que concedeu a bordo do avião de volta de sua viagem à Macedônia, em 7 de maio de 2019 , o Pontífice explicou que, uma vez concluídos os trabalhos da comissão, a possibilidade de ordenar diaconisas na Igreja “até este momento não vai”.

“Não há certeza de que a delas fosse uma ordenação com a mesma forma e com a mesma finalidade que a ordenação masculina. Alguns dizem: existe a dúvida. Vamos continuar estudando. Mas até este momento não vai”, afirmou o Pontífice naquele então.

Da mesma forma, no Documento Final do Sínodo da Amazônia, realizado em outubro de 2019, aprovou-se uma proposta para estudar a possibilidade de ordenar diaconisas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze − 8 =