O segredo do casal que tem a união mais longa da França

Casados ​​há 82 anos, Berthe e Marcel revelam o que é preciso para ter uma união feliz e duradoura

“Oamor dura um dia ou para sempre.” A segunda parte dessas palavras da canção da holandesa Simone Simon se encaixa bem à história Berthe e Marcel Brouard. Eles se casaram há 82 anos e protagonizam a união mais longa da França.

Em declarações ao jornal semanal L’Action l’Écho, o casal contou a sua bela história. Eles se conheceram em um baile, mas foi só quando Marcel sofreu um acidente de bicicleta que a providência divina os uniu definitivamente. Eles se encontraram novamente no consultório médico onde Berthe trabalhava.

 

Poucos meses depois, em 26 de novembro de 1938, aniversário de 18 anos de Berthe, estava chovendo quando os dois jovens disseram “sim”. O que começou com toda a força da paixão, ao longo dos anos, revelou um amor construído na rocha. O casal se estabeleceu inicialmente em St. Eliph, a mesma cidade onde se casaram.

Separação forçada

Durante seus 82 anos de casamento, Marcel e Berthe estiveram separados (contra sua vontade) por cinco anos. Pouco depois de trocarem as alianças, a Segunda Guerra Mundial estourou. Marcel foi convocado enquanto o casal esperava o primeiro filho. O pai foi feito prisioneiro e não voltou da Alemanha até o fim da guerra.

Depois desse momento difícil, o casal viveu uma vida simples de amor verdadeiro. Os centenários, pais de quatro filhos, são agora avós e bisavós felizes.

Segredo da felicidade

E qual é o segredo da felicidade do casal que tem a união mais longa da França?  “Sempre nos demos bem”, disseram ao jornal semanal.

De fato, a qualidade do relacionamento deles tem sido comprovada pelas dificuldades da vida ao longo das décadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × 5 =