No chão, o alimento do pão

    O alimento do pão sustenta, anima e dá coragem

    No amor solidário, eis a via da imortalidade

    Cabe excluir os véus aos céus da cumplicidade

    É o chão duro dos irmãos, com nova abordagem.

    Num despertar para evangelizar com intensidade

    No agregar dos crentes, no favor persistente

    Ambiente bom, expectante ou até desconcertante

    É a novidade mais elevada, dilatada e consolidada.

    Contexto do pão divino, já, a vocação dos pais

    Que se fique o convite ao alimento da partilha

    Uma comida assaz, vigorosa, de justiça e paz.

    Na face terna e paterna já se antevê o eterno

    No amor, bem-aventurar, com atitudes e aspectos

    Na intimidade do maná do céu, encontrar-se-á aragem.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    quinze − 7 =