João é o seu nome

    Neste dia 24 de junho celebramos a Natividade de São João Batista, o único Santo em que celebramos o nascimento e a morte. O precursor, aquele que abriu o caminho para o Salvador que viria. Ele que apontou o “Cordeiro de Deus” que tira os pecados do Mundo. João muitas vezes questionado se ele seria o Messias que devia vir ao mundo, ele sem titubear diz que não, mas veio preparar o caminho para a sua chegada.

    São João Batista ao contrário inaugura o “tempo messiânico” e convida a toda população a se arrepender de seus pecados e se converterem para Deus através do Batismo. João Batista batizava com água, mas viria aquele que batizaria com a água e o espírito, e que era “maior” do que ele. O próprio João dizia “que ele cresça e eu diminua”, porque naquele momento o que importava era a graça de Deus.

    Nos dias de hoje somos convidados a ter a mesma coragem de João Batista e denunciar aquilo que não está de acordo com a vontade de Deus. Denunciar as injustiças, não se calar diante delas e anunciar por sua vez a justiça divina. Precisamos nos dias de hoje levar muitas pessoas a Deus e anunciar como é grande a misericórdia de Deus.

    Na liturgia de hoje em que comemoramos a Natividade de João Batista, ouvimos na primeira leitura de Isaías (49, 1-6) que o Senhor nos chama desde o ventre materno e nos capacita para anunciar o seu nome. Ele nos consagra com o Espírito Santo no Batismo para sermos Sacerdotes, profetas e Reis. E sermos “Luz” no mundo para as pessoas.

    Por isso, não devemos ter medo de anunciar a Palavra de Deus às pessoas: não ter medo de anunciar a verdade. A verdade é a luz, quem está com a verdade se aproxima da luz.

    No salmo responsorial ((138/9) somos convidados a Louvar e dar graças ao Senhor porque ele nos formou de modo admirável e nos colocou no meio do mundo para anunciar a justiça e a verdade. Agradecer ao Senhor por tudo sempre, por ele nos ter dado a vida e a capacidade de anunciar a sua palavra.

    Na segunda leitura da missa de hoje São Paulo (At 13, 22-26) fala de Davi e depois de João Batista, fazendo assim uma ligação entre o Antigo e o Novo Testamento, dois grandes profetas, ungidos por Deus e enviados para anunciar a verdade e seu amor.

    No Evangelho (Lc 1, 57-66.80) ouvimos a Palavra que nos narra o momento do Nascimento de João Batista, completando-se assim o tempo previsto de Isabel dar à luz. E, quando no oitavo dia foram circuncidar o menino, seu Pai Zacarias lhe dá o nome de João. Nome pelo qual o Anjo tinha revelado a Zacarias que o menino se chamaria. Logo após Zacarias ter escrito numa tábua que o menino se chamaria João sua língua se soltou e ele começou a louvar a Deus. O menino era cheio do Espírito Santo e crescia no amor e no temor do Senhor e a graça de Deus estava com ele. E assim ele foi crescendo até o dia em que se apresentou publicamente a Israel.

    Podemos observar a partir da Natividade de João Batista que o Senhor nos escolhe desde o ventre Materno e nos prepara para anunciar ao mundo o seu amor, a misericórdia e a justiça. E que a nossa vida deve ser um ato de louvor a Deus e devemos ter a certeza de que para Deus nada é impossível.

    Que a partir da celebração desta festa da Natividade de João Batista possamos ter a coragem de anunciar a misericórdia de Deus a todos. Que não tenhamos medo pois o Senhor nos escolheu desde o ventre materno. E sempre na nossa vida os méritos sejam de Deus, ou seja, que ele sempre cresça e eu diminua. Que a sua graça e a sua misericórdia vão a frente e abram o caminho da salvação.

    Que por intercessão de São João Batista possamos passar por essa atual pandemia com todas as crises afins sem perder a esperança e anunciando a vida. Que Deus ilumine os médicos e cientistas para que logo possam encontrar a cura para esta doença. Como consequência dessa difícil experiência, auguramos que as pessoas possam ser mais generosas com as outras, se preocupar com o que outro necessita e colocar em pratica tudo aquilo que o Senhor nos ensinou.

    Este ano estamos celebrando de maneira diferente a solenidade de São João Batista, mas acompanhemos as missas e celebrações pela TV, Rádio e internet já que não poderemos estar, por enquanto, fisicamente nos templos, pedindo a intercessão de João Batista por nós e nos encorajando para a missão. E que possamos acender a “fogueira” de São João no nosso coração e na nossa vida e pedindo a Deus que no ano que vem possamos estar juntos.

    Que Deus nos abençoe e proteja por intercessão de João Batista e nos coloque no caminho da verdade e do amor. E nos prepare para daqui há 6 meses celebrarmos o Natal de Nosso Senhor.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    2 × três =