Festa de Cristo Rei

    A solenidade de Cristo Rei encerra o Ano Litúrgico. Por isso, a celebração deste dia é uma grande profissão de fé no Senhor da história que caminha com seu povo. É também momento privilegiado para que a comunidade cristã descubra seu lugar e papel na sociedade. Pertencer à verdade e ouvir a voz daquele que é rei porque dá gratuitamente a vida pelos seus, é ser reino e sacerdotes para Deus. Cristo, a testemunha fiel, o primogênito dentre os mortos, é aquele que nos comunica e realiza em nosso favor o plano do Pai. É nosso irmão. A Eucaristia que celebramos é memorial daquele que nos ama e nos libertou dos pecados em seu sangue.
    Esta solenidade, portanto, afirma substancialmente duas coisas: 1. Há um único Absoluto na história: É Deus que, com seu Filho, instaura no mundo seu reino de justiça e verdade. O reino é serviço e amor total. Todas as expressões e manifestações de poder que não se enquadram dentro do serviço e do amor total são ilegítimas e usurpadoras de poder; 2. O reino de Deus foi confiado à comunidade cristã. Somos reino e sacerdotes para Deus. Nossa tarefa é trabalhar para que o reino aconteça em nossa história.
    A violência que assola o mundo, a indiferença pelos problemas alheios, tudo o que é maléfico e negativo na humanidade é conseqüência de nos acomodarmos diante dos desafios que a vida nos apresenta. Sejamos cristãos realmente.
    Há um adágio que diz assim: “Pratique o bem. O resto vem”. É isto. Naturalmente, quando estamos com a alma limpa e nos dispomos a servir e amar, viveremos o reino de Deus, ainda aqui na Terra. Que Cristo Rei nos ensine a sermos arautos da paz, da misericórdia e da acolhida sem amarras e sem preconceitos.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    vinte + 4 =