DIA DO ORIENTADOR EDUCACIONAL HOMENAGEIA AQUELES QUE AUXILIAM ALUNOS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM

Nesta sexta-feira, 4 de dezembro, celebra-se o Dia do Orientador Profissional (ou Dia do Orientador Educacional). A data homenageia o profissional que se dedica a auxiliar os alunos durante o processo de aprendizagem.

Segundo o padre Danilo Pinto, assessor da Comissão para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o orientador educacional – diferente do orientador pedagógico -, atua num contexto no qual participam dois mundos: aquele que está entre a família e entre a escola.

Para ele, o orientador educacional tem o papel de fazer com que a dinâmica de ensino-aprendizagem da qual cuida o orientador pedagógico e toda a equipe de professores aconteça de um modo integrado. “O orientador educacional tem essa tarefa também de conciliar uma educação que seja mais integrada, mais humana, mais integral e que envolvam os diversos aspectos daquele que passa por esse processo de ensino-aprendizagem”, salienta padre Danilo.

Ainda de acordo ele, a figura do orientador educacional tem um papel ainda mais importante nesse tempo, dentro do contexto eclesial em que o Papa nos convida a formar um Pacto Global pela Educação. A iniciativa objetiva, dentre outras coisas, a pensar uma educação que seja mais dialógica, baseada nas necessidades da sociedade e que envolva um processo educativo que comprometa toda a sociedade.  “E eu penso que o orientador deve ser um grande agente desse Pacto”, finaliza padre Danilo.

Atuação

Normalmente, os orientadores profissionais atuam nas escolas, subordinados à direção ou supervisão pedagógica da instituição, dando aconselhamento aos alunos e preparando ações que auxiliem os jovens a escolher o melhor caminho profissional para os seus futuros.

Por norma, os orientadores profissionais são formados em pedagogia. Em alguns casos, também atuam nos chamados Centros de Orientação Profissional, localizados nas agências de empregos em todo o país.

De acordo com a lei, esta profissão é reconhecida sob o nome de Orientador Educacional, através da lei nº 5.564, de 21 de dezembro de 1968, e regulamentada pelo decreto nº 72.846/73.

Orientador vocacional

O padre Juarez Destro, assessor da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, disse que também pode-se afirmar que é o Dia do Orientador Vocacional.

Para ele, essa figura é aquela que deseja com que o cidadão desperte para os valores do amor, da justiça, da paz. “Uma sociedade vai ser sempre construída dentro desses valores, então o grande objetivo do orientador seja ele vocacional, profissional, educacional é justamente formar pessoas que vivam a sua profissão ou vocação com muita alegria, prazer”, disse.

O assessor salientou a importância de os orientadores ajudarem os jovens, os adultos a abraçarem sua profissão ou sua vocação.  “E para que exerçam isso com alegria no dia a dia ajudando a construir um mundo melhor”, finalizou.

Foto de capa: chezbeate/Pixabay

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × cinco =