Centenário da Legião de Maria!

    Em tempos de grandes incertezas e muitas provações, celebramos com fé e alegria o centenário da Legião de Maria. Uma Associação formada por leigos. Tem como fim a glória de Deus, pela santidade de seus membros, através de oração e por um trabalho de Apostolado em favor do próximo. Hoje tivemos a oportunidade de ter a celebração em nossa catedral durante a visita da imagem peregrina de N. Sra. de Nazaré.

    O sistema Legionário hoje espalhado por todo o mundo, tem se mostrado eficaz para ajudar o católico a praticar a fé. A reunião semanal é o coração donde jorra para as veias e artérias o sangue vivificante, fonte de luz e energia.

    Para o Legionário, a reunião é um lugar em que a Mãe Santíssima está à sua espera, e onde amigos verdadeiros e fiéis agrupam-se à sua volta; um lugar para descansar e renovar as forças, após o fiel cumprimento da tarefa que lhe foi confiada.

    Na reunião da Legião, um lugar onde o amor é sincero consegue sobreviver às dificuldades, o ambiente de oração e amor a Deus e ao próximo é pleno de apoio e estímulo para combater o desânimo, as incompreensões, a ingratidão, o medo do ridículo, o cansaço, a monotonia e, por vezes, o aparente insucesso. Entre os membros da Legião, a reunião é um lugar em que a opinião alheia é ouvida e respeitada com caridade.

    Na reunião se aprende a rezar, a se basear não nos próprios esforços e atividades, mas na graça divina e no apoio do irmão, que é canal de amor e graça.

    A Legião de Maria considerada, hoje, o “braço direito do Sacerdote”, é uma Associação para católicos que, com a aprovação da Igreja e sob o poderoso comando de Maria Imaculada, Medianeira de todas as graças, (formosa como a lua, brilhante como o sol e, para Satanás e seus adeptos, terrível com um exército em ordem de batalha), se constituíram em Legião para servir na guerra.

    Este exército, hoje tão numeroso, teve a mais humilde das origens. Não proveio de longas mediações. Surgiu espontaneamente, sem premeditação de regras e práticas. Surgiu a ideia. Marcou-se uma tarde para a reunião de um pequeno grupo, cujos componentes dificilmente supunham que estavam a ser instrumentos da Divina e Amorosa Providência. O aspecto daquela reunião foi idêntico ao das reuniões legionárias que, depois viriam a efetuar-se em toda a Terra.

    No meio do grupo, sobre a mesa, com uma toalha branca, erguia-se uma imagem da Imaculada Conceição (igual à da Medalha Milagrosa), ladeada por dois vasos de flores e duas velas acesas. Esta disposição, tão expressiva no seu conjunto, fruto da inspiração de um dos primeiros a chegar, refletia perfeitamente o ideal da Legião de Maria.

    Verdadeiramente, quando cantamos entusiasmados as graças e louvores devidos a Nossa Senhora, Mãe de Jesus, muitas vezes não nos damos conta de quanto a sua vida também foi posta à prova, em sacrifícios, dúvidas e contrariedades, para se manter sempre fiel ao que Deus lhe pedia. É nisso, como José e o próprio Menino, que ela é o verdadeiro exemplo ao nosso alcance, em que podemos e devemos imitá-la com a força do Espírito Santo, que nela e em nós é o Senhor que dá a Vida! É assim com Ela que preparamos e ajudamos a construir o Reino de Deus. É nunca desanimando, por mais complicadas que pareçam as situações, como agora as da ameaça do coronavírus, que havemos de manifestar a nossa fé e Deus há de provar também o seu Amor por nós!

    Rezamos todos juntos com muita fé a oração do centenário da família legionária, pedindo a poderosa intercessão de Maria:

    Divino Espírito Santo, Amor Pessoal em Deus, como viestes sobre Maria na Encarnação do Verbo e em Pentecostes, no início da missão da Igreja, vinde sobre nós, por ocasião do centenário da fundação da Legião de Maria.

    ​Com vossa presença renovadora, voltaremos às fontes originárias da Legião, com o mesmo ardor do servo de Deus, Frank Duff, dos veneráveis, Edel Quinn e Alphonsus Lambe e dos primeiros legionários no Brasil que estenderam a Legião ao extenso território nacional.

    Tornai-nos repletos dos vossos sete dons e dai-nos alcançar os frutos da vossa presença para que realizemos nossa missão com amor, dedicação, alegria e discernimento.

    Ó Maria Santíssima, nossa Mãe e Rainha, somos agradecidos porque nos incorporastes na nossa e vossa família de legionários. Somos reconhecidos pelo trabalho legionário que realizamos convosco para a difusão do reino de vosso Filho, na Igreja, no mundo e no Brasil.

    Apesar das perturbações anunciadas e das novas formas que tenhamos de dar às celebrações destes novos tempos… nada de medos, nem desânimos, pois também nós, como Maria, trabalhamos para o Reino de Jesus!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    4 × dois =