A vida é “dom e compromisso”, afirma Arquidiocese após homem ser morto em supermercado

Brasão da Arquidiocese de Porto Alegre / Crédito: Arquidiocese de Porto Alegre

 Após a morte de João Alberto Silveira Freitas, no último dia 19 de novembro, a Arquidiocese de Porto Alegre (RS) reforçou que a vida é “dom e compromisso”.

João Alberto, um homem negro, morreu após ser espancado por dois homens em um supermercado na capital gaúcha. Segundo imagens do estabelecimento, ele teria se dirigido a uma funcionária e, depois, foi encaminhado pelos dois seguranças ao estacionamento, onde deu um soco em um deles e, em seguido, sofreu as agressões.

O assassinato de João Alberto gerou diversas manifestações pelo Brasil. Em muitas dessas, manifestantes carregavam faixas com a frase “vidas negras importam”, a qual ficou conhecida pelo mundo devido aos protestos contra racismo nos Estados Unidos depois da morte de George Floyd.

Depois do ocorrido, a Arquidiocese de Porto Alegre emitiu uma nota, por meio da qual classificou o fato como “crime brutal” e reiterou “que toda vida importa, que é ‘dom e compromisso’”.

“O doloroso episódio nos convida a recordar as palavras do Papa Francisco, em sua recente Carta Encíclica” Fratelli Tutti, indica a Arquidiocese ao citar as palavras do Pontífice: “De novo nos envergonham as expressões de racismo, demonstrando assim que os supostos avanços da sociedade não são assim tão reais nem estão garantidos duma vez por todas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × quatro =