fbpx
18.3 C
São Paulo
segunda-feira, 25 maio, 2020.
Início Cotidiano Venezuela hoje: a busca por uma solução pacífica

Venezuela hoje: a busca por uma solução pacífica

The Church of the Holy Sepulcher in Jerusalem reopened today, on 28.02.2018 Last Sunday, the Catholic, Greek Orthodox and Armenian church leaders had jointly decided to close the sanctuary indefinitely. They wanted to protest against two controversial proposals in the city.Photo: Catholic, Greek Orthodox and Armenian church leaders in front of the sanctuary in Jerusalem

A crise na Venezuela clama por uma solução “pacífica e democrática, sem a linguagem da guerra” afirmou o Cardeal Baltazar Henrique Porras durante uma conferência de imprensa no escritório nacional da Fundação ACN na Espanha. Ele lembrou ainda que “mudanças reais são sempre construídas de baixo para cima” e alertou sobre “não aumentar nossas esperanças sobre tantos populismos que estão causando danos ao nosso continente”.

O Arcebispo de Mérida e Administrador Apostólico de Caracas apoiou a campanha da ACN para ajudar a igreja neste país.

Na Venezuela, 30% das crianças sofrem de desnutrição, bem como 60% das famílias buscam comida na rua todos os dias, a censura cresceu enormemente. “Ainda 85% da mídia enfrenta restrições, e a imprensa livre está muito ameaçada”, afirmou o Cardeal. Ele acrescentou que o desaparecimento de jovens é constante e “a repressão é enorme”.

Crise na Venezuela: “criatividade para servir aos outros”

No entanto, a Igreja Católica na Venezuela “não perde esperança, criatividade e constância”, e se dedica completamente a ajudar as pessoas nesta crise social, política, econômica e humanitária. “A Igreja trabalha com criatividade para servir aos outros”, disse ele. “Nos bairros mais populares, a presença da Igreja é impressionante, envolvida em todas essas comunidades com uma alegria e uma dedicação que me edificam”.

As paróquias das dioceses da Venezuela foram transformadas em refeitórios sociais e dispensários médicos, explicou o Cardeal. “O povo se une para dar soluções aos problemas comuns” e são “as pessoas simples e humildes que doam, como no Evangelho, o pouco que têm”. Segundo o Cardeal venezuelano, o trabalho dos padres, religiosos e leigos que estão ajudando os outros é incrível: “eles não apenas dão comida; acompanham, doam tempo e dedicação. A maior falta agora é a do afeto”.

Com relação ao futuro de seu país, o Arcebispo de Mérida acrescentou que “queremos uma saída dessa situação na Venezuela, que seja pacífica e democrática, sem a linguagem da guerra, todos precisamos um do outro. Precisamos fazer algo além das crenças e ideologias políticas, criando consciências profundas para o presente e para o futuro “.

A ACN apoia padres, religiosas, leigos, catequistas e seminaristas a responderem às encruzilhadas em que o país se encontra. Além de ajudar em seu apoio e formação, a ACN abriu projetos de emergência humanitária. Entre as ajudas estão o apoio a cantinas paroquiais, construção de poços de água ou compra de geradores elétricos, entre outras necessidades.

A ACN quer ajudar ainda mais os que sofrem todo tipo de privações na Venezuela, para isso precisamos de você. Clique aqui e faça a sua doação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × dois =