Santuário de Aparecida celebra 40 anos da consagração do altar, realizada por João Paulo II

No próximo sábado, 4, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida vai celebrar com uma missa os 40 anos de sua sagração e da recepção do título de Basílica. A Sagrada Eucaristia terá início às 9h, no Altar Central que foi abençoado durante a primeira visita do Papa João Paulo II em julho de 1980.

Segundo informações do site A12, a celebração eucarística acontece ainda sem a presença dos devotos de Nossa Senhora Aparecida. O maior templo do mundo dedicado à Virgem Maria deverá reabrir somente no dia 28 de julho, seguindo todos os protocolos de prevenção ao Covid-19.

Na homilia que São João Paulo II fez quando sagrou e abençoou o templo e o altar, ele destacou o valor da dedicação de uma igreja. Durante o rito religioso, por meio das orações e da unção com o óleo, o edifício é destinado exclusivamente às celebrações e rituais da Igreja.

“Este templo é morada do Senhor dos senhores e Rei dos reis. Nele, tal a Rainha Ester, a Virgem Imaculada, que conquistou o coração de Deus e em quem grandes coisas fez o Onipotente, não cessará de acolher numerosos filhos e interceder por eles: Salva meu povo, eis o meu desejo”, disse.

Apenas o rito de sagração do altar aconteceu dentro do templo. A maior parte da cerimônia aconteceu no exterior da Basílica, na Esplanada que hoje recebe o nome do papa polonês. Cerca de 300 mil peregrinos entoaram o famoso hino “A bênção, João de Deus”, cantado na acolhida ao pontífice realizada ao redor do santuário.

Em depoimento ao site A12, o padre Antônio Agostinho Frasson, encarregado de narrar para as emissoras que transmitiam a celebração o que acontecia dentro da Basílica, contou como foi acompanhar de perto a cerimônia.

 “Foi impressionante a entrada do papa com a comitiva de sacerdotes e cerimoniários que o ajudaram. Quando ele subiu os degraus do presbitério e bateu o báculo no chão, olhou para mim. A emoção naquele momento de sagração foi muito pessoal”, recorda padre Frasson, que na época tinha 7 anos de sacerdócio.

Ao fim da celebração, João Paulo II abençoou o povo com a imagem original de Nossa Senhora Aparecida, que ele fez questão de beijar em seguida. Logo depois, concedeu ao templo que havia acabado de sagrar o título de Basílica Menor.

Atualmente, o presente que o santuário recebeu do Papa está na Capela do Santíssimo Sacramento. Nos cinco mosaicos fabricados no Vaticano e destinados à Nova Basílica estão representados os quatro evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João e ao centro, o Cordeiro Pascal, símbolo de Cristo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove + seis =