Sacerdote que estava desaparecido em Minas Gerais é encontrado morto

Desaparecido desde a tarde de terça-feira, Padre Adriano da Silva Barros, de 36 anos, foi encontrado morto na quarta-feira, em Manhumirim (MG).

O sacerdote, vigário da Paróquia São Simão, em Simonésia (MG), tinha ido visitar sua mãe em Martins Soares e foi visto pela última vez em Reduto, onde deixou sua irmã na tarde de terça-feira. Desde então, estava desaparecido.

O corpo de Pe. Adriano foi encontrado na noite de quarta-feira e Manhumirim carbonizado e com sinais de ferimentos que, segundo a Polícia Militar, podem ter sido provocados por facadas.

Em nota, a Diocese de Caratinga informou que “a hipótese inicial, que segue em apuração pelas autoridades policiais, é de que tenha sido vítima de um latrocínio”.

O veículo em que o sacerdote estava ainda não foi encontrado. Mas, segundo a Polícia Rodoviária Federal, o carro foi visto passando por Teresópolis (RJ).

Em nota, a Diocese de Caratinga expressou sua solidariedade aos familiares, amigos e paroquianos de Pe. Adriano Barros e convidou a rezar “por seu descanso eterno ao lado do Bom Pastor, a quem serviu com tanto amor e doação”.

“Na firme esperança da ressurreição, bendizemos a Deus por seu frutuoso ministério sacerdotal, vivido com zelo e ardor, ao longo destes cinco meses, desde sua ordenação presbiteral, no último dia 03 de maio”, manifestou a Diocese.

Na manhã desta quinta-feira, 15 de outubro, foi celebrada uma Missa de corpo presente na Matriz de São Simão, em Simonésia. Em seguida, o corpo de Pe. Adriano Barros foi levado para Martins Soares, sua terra natal, onde será celebrada Missa às 13h e após haverá o sepultamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 − onze =