PENSAR E VIVER FORA DA CAIXA

    Observe esse par de alianças e medite em tudo que envolve a sua dimensão prática e sentimental. Corpo, prazer e mente criativa.

    Sobre o homem branco: “O mundo deles é quadrado, eles moram em casas que parecem caixas, trabalham dentro de outras caixas, e para irem de uma caixa à outra, entram em caixas que andam. Eles veem tudo separado, porque são o Povo das Caixas…”.

    (Frase de um pajé do povo Kaingang, recolhida por Lúcia Fernanda Kaingang).

    Por que vivemos num mundo redondo com tantas coisas quadradas e multidões com mentes quadradas? Se a pessoa não tem a capacidade de criar um novo espaço para sair do quadrado onde mora e dorme, como viver de forma fantástica a vida de amor, saúde, paz, carícia e felicidade?

    “A Elite Capitalista”, “Os Senhores do Poder”, imperializa a humanidade para grandes prisões do corpo e principalmente da mente. Enquadrar o cérebro significa escravidão demolidora.

    As pessoas podem mudar, quando entendem que a rotina, o que estava crendo e fazendo estavam errados. Essa é atitude de pessoas equilibradas e inteligentes que procuram viver com qualidade de vida. O casal para sair da rotina, ou melhor, dizendo, se libertar da liturgia da mesmice, de repetições doentias, tem que se apossar de conhecimentos, sempre descobrir os encantos da paixão, de cursos, ajuda de profissionais para terapia e para arquitetura de novas modalidades de camas e de quartos.

    Se libertar do sistema

    As pessoas resilientes tendem a ser mais criativas. Use a sua criatividade como ferramenta para encontrar soluções para seus problemas, e não apenas sucumbir a eles ou deixar que te consumas. Pensar, meditar, ter paciência, esquematizar, daí vão surgir possibilidades para executar o projeto com sucesso!

    “Assim como disse o grande cientista Albert Einstein, fique de olhos muito bem abertos, pois as possibilidades são infinitas! O segredo da criatividade está em dormir bem e abrir a mente para as possibilidades infinitas. O que é um homem sem sonhos?”.

    Se libertar do sistema é não aceitar a cultura mortal do tradicionalismo, das aparências, da hipocrisia religiosa e da boçalidade das conveniências sociais. Dentro de nós há uma força da resiliência que faz vencer as armadilhas opressoras da “Elite Capitalista”, ou seja, do “Poder Controlador” e condicionante das mentes quadradas.

    Por que a terra é redonda?

    A teoria mais aceita sobre a formação dos planetas é a de que eles surgiram da aglomeração de matéria espalhada pelo universo. E à medida que a massa deles aumentava a força gravitacional também crescia.

    A massa da Terra cria um campo gravitacional que atrai tudo para o seu centro, e as partes mais salientes tendem a rolar para os pontos mais baixos.

    Como a força da gravidade está diretamente ligada à massa do planeta, todos os planetas relativamente grandes tomam a forma esférica porque uma força esmagadora vai atraindo a massa na direção do baricentro (centro de gravidade) até conseguir, por efeito da pressão e das reações devidas ao decaimento radioativo, fazer com que o núcleo se torne líquido. Perdendo a sustentação, a crosta sólida cede e afunda, terminando por resultar em uma forma esférica.

    A Terra é redonda por causa da gravidade. A força gravitacional é a mesma em todas as direções, portanto cada partícula da Terra é atraída com uma força da mesma magnitude, formando o formato mais eficiente: uma esfera. Reflita profundamente sobre: Sol, Lua, Globo, aliança, nossa cabeça, os cinco sentidos…

    A roda é talvez uma das invenções principais na trajetória de desenvolvimento tecnológico do ser humano. Com ela, os povos primitivos tornaram o transporte mais rápido e fácil, além de contribuir para transformar as primeiras aglomerações humanas em cidades maiores.

    Conclusão

    A vida é uma fonte de inspiração contínua que requer mente aberta.  É dentro desse contexto que buscamos ardentemente o autoconhecimento e o autoaperfeiçoamento. A arte da iluminação acontece numa rede de criatividade para as mais belas realizações! Buscar coisas novas para novas emoções e atração impactantes de prazeres imensuráveis. Viver na dimensão filoneísta, ou seja, ávidos por novos horizontes…

    Dr. A. Inácio José do Vale

    Psicanalista Clínico, PhD

    Capacitado em Psicologia Clínica

    Professor e trabalha clinicando na Comunidade de Ação Pastoral-CAP

    Membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise Contemporânea/RJ.

    Fontes:

    http://www.infoescola.com/cultura/roda/

    http://www.turminha.mpf.mp.br/direitos-das-criancas/educacao-e-lazer/por-que-o-mundo-gira-e-por-que-ele-e-redondo

    http://www.iande.art.br/textos/pensamentoindigena.htm

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    12 − 1 =