Pedro e Paulo, colunas da Igreja

Eles são considerados os “cabeças dos apóstolos” porque foram os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva

Foi o próprio Jesus que nomeou Pedro o chefe da Igreja aqui na terra. Esta passagem está narrada no Evangelho de são Mateus (16, 13-19). “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela” (v. 18).

E Jesus acrescentou: “Eu te darei as chaves do reino dos céus: tudo o que ligares na terra, será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra, será desligado nos céus” (v. 19).

Lendo os evangelhos, podemos ter uma ideia da personalidade de Pedro. Ele era um simples pescador (Mateus 4, 18-20). Foi aquele que acreditou ter fé suficiente para andar sobre as águas com Jesus (Mateus 14, 22-33); aquele que cortou a orelha do soldado tentando defender Jesus no Getsêmani (Mateus 26, 51). E foi Pedro que, dizendo que nunca o negaria (Mateus 26, 30-35), acabou negando que o conhecia (Mateus 26, 69-75).

Mesmo diante das fraquezas humanas de Pedro, Jesus não voltou atrás na missão que havia confiado ao apóstolo.

E depois da vinda do Espírito Santo, ele assumiu o papel de, através do exemplo, conduzir a Igreja de Cristo.

O apóstolo morreu crucificado em Roma, no ano 67, crucificado de cabeça para baixo, por não se julgar digno de morrer do mesmo modo que Jesus.

Façamos como Pedro, mesmo diante de nossos pecados, de nossas fraquezas, de nossa condição humana, que saibamos reconhecer com o coração aberto à ação do Espírito Santo que Jesus “é o Cristo, filho do Deus vivo” (Mateus 16, 16).

E a Igreja também celebra são Paulo. De grande perseguidor dos cristãos, se tornou o anunciador da Palavra de Deus. A conversão de Saulo relatada no capítulo 9 do livro dos Atos dos Apóstolos. Numa viagem a Damasco, Saulo caiu por terra e ouviu uma voz que dizia: “Saulo, Saulo, por que me persegues?” (v. 4).

A partir deste chamado, Saulo passou a ser chamado de Paulo, e dedicou sua vida para anunciar os ensinamentos de Cristo. Fez diversas viagens e escreveu a maioria das cartas do Novo Testamento. Soube reconhecer a ação de Jesus em sua vida: “Eu vivo, mas já não sou eu, é Cristo que vive em mim” (Gálatas 2, 20).

São Pedro e São Paulo, rogai por nós!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

catorze − 4 =