Pe. Zezinho: como explicar que alguém passe fome no Brasil?

“Eu sei e você também sabe por que a comida não chega a todos os brasileiros”

Ope. Zezinho se peguntou, via rede social, como é possível que ainda existam pessoas que passam fome no Brasil, um dos países mais abundantes do planeta em recursos naturais, um dos maiores produtores mundiais de alimentos e um dos que mais desperdiçam comida diariamente.

Eis o que ele escreveu:

“Eu sei e você também sabe por que a comida não chega a todos os brasileiros. Mau caráter e má distribuição de quem está por cima e não aceita partilhar. O salário deles só aumenta e o do povo só diminui.

Poucos têm escandalosamente demais e muitíssimos têm escandalosamente de menos. E dizer isto nunca foi nem é comunismo. É cristianismo! Jesus partilhou e mandou partilhar e instituiu a Eucaristia, que é escola de partilha”.

Indo além do problema da fome no Brasil, o padre destacou uma lição adicional da Santa Missa: a de partilhar.

“Na Missa todos entram na fila, exceto os que mais precisam. Neste caso, o ministro leva o pão até eles. Até o padre quebra o pão maior e partilha com quem celebra com ele. Ninguém ganha mais. E sempre há para todos. Como com os apóstolos, os ministros vão ao povo partilhar o Pão do Céu.

Todos os dias e todos os domingos temos várias aulas de partilha chamadas Missas. Católico sabe que isto tem consequência. Se não fizer o mesmo lá fora, não está vivendo como católico. Um pouco a maioria tem para ajudar quem nada tem!

E se o católico quiser ser político, terá que repartir e criar leis para mais partilha no seu país. Se enriquecer com o seu cargo, será um mau católico”.

Afinal, como diz o Papa Francisco, fome não é fatalidade, mas consequência humana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

doze − sete =