Padre Pio, o “nerd”

Uma curiosidade sobre Padre Pio: na sua infância os amigos o chamavam de “nerd” ou “macarrão sem sal”

Quando se pensa no famoso São Padre Pio, a palavra “nerd” não costuma ser usada. No entanto, é exatamente assim que ele foi descrito por alguém que o conheceu quando criança.

Na biografia Padre Pio, The True Story (“Padre Pio, a Verdadeira História”), publicada por Our Sunday Visitor, o autor descreve a infância do santo em termos coloridos.

Conhecidos e pessoas que interagiram com o místico constantemente revelaram que ele teve uma infância como qualquer outra criança. Por exemplo: Padre Pio costumava brincar com os amigos das fazendas vizinhas. Seus companheiros de infância lembraram dele com carinho, e também pensavam nele como um “menino normal”.

Entretanto, Luigi Orlando lembrou: “Quando estava conosco, ele nunca rezava. Não havia nada de particularmente notável nele. Conosco ele era um menino como qualquer outro, bem-educado e reservado.”

Por outro lado, Ubaldo Vecchariano o caracterizou como uma espécie de “nerd”, “submisso e reservado”,  um “pedaço de macarrão sem sal”.

O significado de “nerd”

O uso da palavra “nerd” provavelmente pretende explicar o Padre Pio como uma criança “socialmente desajeitada”. Talvez era esse o caso, pois ele costumava fugir abruptamente quando outras crianças começavam a usar linguagem chula. Diz o livro:

“Sempre que outro menino xingava ou praguejava, Franci [Padre Pio] fugia. O mesmo Luigi Orlando que o descreveu como ‘um menino como outro qualquer’, lembrou que uma vez, quando os dois lutavam, Luigi deixou escapar de seus lábios ‘uma expressão forte’, ao que Franci, que o havia prendido ao chão, pulou e fugiu. Riparta Masone lembrou que Graziella Forgione lembrou que seu irmão deixaria a companhia de qualquer criança que praguejasse ou se comportasse mal.”

Em certo sentido, seu “nerdismo” era um atributo positivo, fazendo-o se destacar da multidão por suas crenças profundamente religiosas. Ele possivelmente seria chamado de “nerd católico” na cultura de hoje.

Basta dizer, portanto, que a vida de Padre Pio mostra que os santos são de todas as formas e tamanhos. Você não precisa ser um místico para se tornar um santo. Às vezes, você só precisa ser um “nerd”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 1 =