Esquerdistas enfrentam evento na PUC-Rio, mas Bispo reforça identidade católica da instituição

RIO DE JANEIRO, 21 Ago. 17 / 04:21 pm (ACI).- Um grupo de esquerda buscou fazer frente a um seminário contra ideologia de gênero promovido pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), que contou com a presença do Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Antônio Augusto Duarte; porém, para o Prelado, o evento serviu para deixar clara a “identidade católica” da instituição.

O “Seminário de Ideologia de Gênero” foi organizado pelo Programa de Liderança Católica (MOVE) da PUC-Rio, que é composto por jovens universitários, com o objetivo de aprofundar os conhecimentos na Sagrada Escritura e no Magistério da Igreja Católica.

Segundo o site da Arquidiocese do Rio de Janeiro, o evento tinha como intuito “esclarecer os fiéis sobre as implicações da ideologia de gênero, à luz do Magistério da Igreja”.

No dia do evento, um grupo de esquerda se reuniu na área externa da universidade, com cartazes, tentado “atrapalhar” o seminário “e bater de frente com o Bispo Auxiliar” do Rio de Janeiro, como relatou em sua página de Facebook Padre Augusto Bezerra.

O sacerdote postou um vídeo no qual indicou que o ato representou “a intolerância da esquerda com um Bispo numa Universidade Católica”.

Em resposta a tal ato, “num seminário contra a ideologia de gênero”, pontou o vídeo de Pe. Augusto Bezerra, “um Bispo tolerante tranquilamente dá a palavra para a esquerda falar o que quiser”. Assim, os manifestantes tiveram alguns minutos para falar aos participantes do evento.

O vídeo postado por Pe. Bezerra teve grande repercussão, com pessoas que estiveram no evento ressaltando que “o seminário foi excelente”. “Quanto a este episódio – sublinhou um dos participantes –, nem liguei. Ouvimos, eles falaram e foram embora”.

Por outro lado, ressaltou Pe. Augusto Bezerra, “Dom Antônio foi ovacionado no final”.

Após o término do seminário, o Prelado concedeu uma entrevista ao MOVE, na qual destacou que, para ele, o evento “foi uma bela representação do mundo católico na nossa Universidade Católica”.

“Creio que foi um momento bastante significativo para que os universitários que aqui estudam vejam que a identidade católica da Universidade é predominante”, completou, ressaltando em seu agradecimento à PUC-Rio que, além do auditório onde aconteceu o seminário, foi preciso disponibilizar mais sete salas de aula, com transmissão ao vivo, para acolher todos os participantes.

Ao divulgar o seminário no site da Arquidiocese do Rio de Janeiro, o reitor da Igreja Sagrado Coração de Jesus da PUC e responsável pelo MOVE, Pe. Alexandre Paciolli, explicou que o tema do evento foi escolhido juntamente com o Arcebispo, Cardeal Orani Tempesta, por observar a necessidade de abordar o tema da ideologia de gênero dentro da universidade.

“A PUC, enquanto referência de formação e liderança em vários campos, aglutina pessoas com um forte desejo de mudança e melhoria social, a partir do cristianismo”, afirmou o sacerdote.

Nesse sentido, indicou que a ideia do seminário era levar as pessoas a conhecer “a fundo um tema importante para a nossa fé e amplamente discutido nos dias de hoje”.

Por sua vez, Dom Antônio Augusto assinalou que “esse foi o grande significado desse seminário, dar uma identidade realmente católica à nossa Pontifícia Universidade”.

O Programa de Liderança Católica (MOVE) já planeja mais um seminário na PUC-Rio, com o tema “Medicina e vida”, a ser realizado em outubro deste ano.

Fonte: Acidigital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 − 3 =