Dom Orani fica preso em meio a tiroteio no Rio

O Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro estava entre as pessoas foram surpreendidas por um tiroteio ao passar pelo Morro de Santa Teresa. O confronto entre bandidos e policiais aconteceu na manhã de sexta-feira, (10/06).

“A nossa sociedade é uma sociedade doente, tanto no aspecto ético, como moral, social, e como também na questão da segurança. É necessário reconstruir essa sociedade. Eu pude ver que, juntamente comigo, tinham tantas pessoas que iam ao trabalho, preocupadas em como justificar a demora, pessoas de bem, que estavam procurando apenas a segurança naquele momento”, disse o cardeal à TV Século 21.

O motorista de Dom Orani, Erasmo Luiz Brito, percebeu o tiroteio depois que ultrapassou três ônibus, e avistou dois carros da polícia vazios e outros ônibus parados com pessoas correndo e se escondendo.

“Atrás dos ônibus parados, estavam muitas pessoas agachadas. De imediato, coloquei o carro em cima da calçada e pedi para o cardeal descer e ficar atrás dos pneus, já que os tiros podem perfurar a lataria. Muito tranquilo, ele sentou e ficou colocando, pelo celular, as conversas em dia. Ele disse que tinha meia hora para chegar ao aeroporto, para seu vôo das 10h. Foi quando pedi para ele retornar ao carro, e dando marcha ré, mesmo na contra mão, seguimos pela Rua Alice, e saímos em Laranjeiras. Foi tudo muito rápido”, contou Erasmo.

Violência

Dom Orani já havia sido vítima da violência no Rio: dois outros assaltos, o último em julho do ano passado.

 

Fonte: Rádio Vaticano

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte + treze =