Como cultivar o espírito missionário em uma criança

As crianças têm seu lugar na proclamação do Evangelho. Não se trata necessariamente de falar de Jesus o tempo todo no parquinho, mas de aprender a abrir o coração aos outros, principalmente aos mais fracos

Todo cristão é chamado a ser “discípulo missionário”, como diz o Papa Francisco, na exortação apostólica Evangelii Gaudium.

Se cada cristão “experimentou verdadeiramente o amor de Deus que o salva, não precisa de muito tempo de preparação para ir anunciá-lo”, assegura o Papa. E as crianças também são convidadas para a missão ou, pelo menos, para preparar o coração para isso. “Cada batizado, seja qual for a sua função na Igreja e o nível de educação da sua fé, é um sujeito ativo da evangelização”.

De fato, as crianças têm seu lugar na proclamação do Evangelho. Não se trata necessariamente de falar de Jesus o tempo todo no parquinho, mas sim de aprender a abrir o coração aos outros, principalmente aos mais fracos.

O PapaFrancisco, durante o Angelus de 6 de janeiro de 2015, falou sobre o Dia Mundial da Infância Missionária: “É a festa das crianças que vivem com alegria o dom da fé e rezam para que a luz de Jesus aconteça a todos os filhos da mundo. Encorajo os educadores a cultivar o espírito missionário nos pequenos. Que não sejam crianças e jovens fechados, mas abertos, que vejam um grande horizonte, que o seu coração avance para esse horizonte, para que nasçam entre eles testemunhas da ternura de Deus”.

Mas como cultivar o espírito missionário em uma criança? Aqui estão cinco dicas:

1 ENSINE A CRIANÇA A RECONHECER O AMOR DE DEUS

NATUREZA

Para testemunhar o amor de Cristo, é necessário experimentá-lo. Porém, é difícil para uma criança apreender o amor de Deus, essa pessoa que permanece invisível em seu cotidiano. Para encorajá-la a reconhecer o amor de Deus, diga a ela que foi Deus quem criou essas árvores que oferecem uma paisagem tão bonita, essas frutas e verduras que nos permitem comer, essa água que mata a sede. É Deus quem está na origem da vida, do amor na família… Foi Deus quem enviou seu Filho Jesus à terra para salvar todos os homens… Reconhecidas graças de Deus, incentive-a a agradecê-Lo por isso. Um gesto de gratidão vai abrir o coração dos pequenos.

2 INCENTIVE-A A SE IMPORTAR COM O OUTRO

O discípulo missionário está aberto ao encontro. E, neste quesito, o exemplo dos pais é muito importante. A sua casa é um lugar de boas-vindas? Qual é a sua opinião sobre os mais fracos? A criança, desde tenra idade, sente empatia. Cultive essa qualidade, que lhe permitirá “ir para as periferias” e cuidar das pessoas ao seu redor.

3 ENSINE-A A COMPARTILHAR

DZIEWCZYNKA ODDAJE MISIA

Viver a fraternidade com o próximo, doar o seu tempo indo visitar um doente ou um idoso, tirar uma quantia da mesada para doar a uma associação… São modos de aprender a compartilhar, qualidade essencial da futuro discípulo missionário!

4 MANTENHA A ALEGRIA

MAMA Z SYNEM

“Há cristãos que parecem ter um ar de Quaresma sem Páscoa”, lamenta o Papa na Evangelii Gaudium. O discípulo missionário não tem cabeça fúnebre, mas irradia a alegria que o amor de Cristo proporciona. Uma criança, geralmente, tem essa alegria. Vamos cultivá-la, regozijando-nos com os pequenos. Porque “a alegria que resplandece em quem é atraído a Cristo e pelo seu Espírito é o que pode tornar fecunda toda iniciativa missionária”.

5 ENSINE-A A REZAR

Menina rezando

Para poder falar pessoalmente de Deus, que ama e salva, é preciso conhecê-Lo, falar com ele regularmente, considerá-lo uma pessoa próxima. E é por meio da oração que essa intimidade cresce. Portanto, é necessário ensinar as crianças a rezar, mostrar-lhes que elas podem criar e desenvolver uma verdadeira amizade com Deus.

Oração de louvor, oração de pedido, oração de agradecimento… inicie-as também na oração de intercessão. Para se tornar discípulo missionário, é importante saber rezar pelos outros, adotar uma forma de oração não egocêntrica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito − 6 =