“A POLÍTICA MELHOR” É TEMA DA SEXTA LIVE SOBRE A ENCÍCLICA FRATELLI TUTTI, NESTA TERÇA-FEIRA (10)

Nesta terça-feira, 10 de novembro, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza a sexta edição da live que tem aprofundado a recente encíclica do Papa Francisco, a Fratelli Tutti. O bate papo acontece a partir das 17h, nas redes sociais da Conferência. O tema desta edição é “A Política melhor”.

Os convidados desta semana são: o bispo de Carolina (MA), dom Francisco Lima Soares e o assessor político da CNBB, padre Paulo Renato. A live será mediada pelo secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista.

De acordo com o Vatican News, o quinto capítulo da encíclica trata do tema: “A política melhor”, ou seja, a que representa uma das formas mais preciosas da caridade porque está ao serviço do bem comum (180) e conhece a importância do povo, entendido como uma categoria aberta, disponível ao confronto e ao diálogo (160). Segundo o texto, este é o popularismo indicado por Francisco, que se contrapõe ao “populismo” que ignora a legitimidade da noção de “povo”, atraindo consensos a fim de instrumentalizar ao serviço do seu projeto pessoal (159). Mas a melhor política é também a que protege o trabalho, “uma dimensão indispensável da vida social” e procura assegurar que cada um tenha a possibilidade de desenvolver as suas próprias capacidades (162).

Ainda segundo o Vatican News, a verdadeira estratégia contra a pobreza, afirma a Encíclica, não visa simplesmente a conter os necessitados, mas a promovê-los na perspectiva da solidariedade e da subsidiariedade (187). A tarefa da política, além disso, é encontrar uma solução para tudo o que atenta contra os direitos humanos fundamentais, tais como a exclusão social; tráfico de órgãos, e tecidos humanos, armas e drogas; exploração sexual; trabalho escravo; terrorismo e crime organizado. Forte o apelo do Papa para eliminar definitivamente o tráfico de seres humanos, “vergonha para a humanidade”, e a fome, porque é “criminosa” porque a alimentação é “um direito inalienável” (188-189).

O portal do Vaticano destaca ainda que a política da qual há necessidade, sublinha ainda Francisco, é aquela centrada na dignidade humana e que não está sujeita à finança porque “o mercado por si só, não resolve tudo”: os “estragos” provocados pela especulação financeira mostraram-no (168). Assumem, portanto, particular relevância os movimentos populares: verdadeiros “torrentes de energia moral”, devem ser envolvidos na sociedade, de uma forma coordenada.

Acompanhe a live pelas redes sociais da CNBB:

Facebook

Twitter

Youtube

Com informações do Vatican News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 + 10 =