4 curiosidades sobre a Oitava da Páscoa

A semana seguinte ao Domingo de Páscoa continua a gloriosa celebração da ressurreição de Jesus

Como acontece no Natal, a Páscoa é celebrada pelo mundo nos dias que antecedem a festa, mas não depois. Isso contrasta com a celebração litúrgica dessas festas, que só começa no próprio dia e se estende por muitos dias e até semanas depois. Em particular, a “Semana da Páscoa” – conhecida como Oitava da Páscoa – é a forma  pela qual a Igreja continua a celebração da ressurreição de Jesus. Assim, agimos como se cada dia fosse a própria Páscoa!

Aqui estão algumas curiosidades sobre a Oitava de Páscoa e como podemos participar da alegria de Cristo Ressuscitado.

1. Oitava de Páscoa: a “Semana Brilhante”

A semana seguinte ao Domingo de Páscoa é chamada de “Semana Brilhante” pelos cristãos orientais e se refere à luz que Jesus trouxe ao mundo.

Em termos bíblicos, Jesus ressuscitou no “oitavo dia”, que simbolicamente representa a nova criação e a promessa do céu. Os cristãos orientais refletem sobre esta promessa de alegria futura referindo-se à “Semana Brilhante” como “um dia contínuo”.

2. Os recém-batizados e as vestes batismais

A Oitava da Páscoa, durante a qual nenhum trabalho servil era feito, era uma festa contínua. A cada dia, os neófitos assistiam à missa em uma igreja diferente em Roma. À noite, iam a São João de Latrão para o Ofício das Vésperas.

Além disso, os recém-batizados usavam suas vestes batismais durante toda a Oitava de Páscoa. De acordo com a Enciclopédia Católica, o Segundo Domingo da Páscoa “era consequentemente conhecido como dominica in albis – o domingo da (retirada das) vestes brancas”.

3. Comer carne na sexta-feira da Páscoa

A Lei Canônica estipula que esta regra penitencial não se aplica a dias do calendário da Igreja que se destinam a ser dias de festa.

A abstinência de carne, ou de qualquer outro alimento determinado pelas conferências episcopais, deve ser observada todas as sextas-feiras, a menos que uma solenidade caia em uma sexta-feira (Can. 1251). Uma solenidade na Igreja Católica é um dia do calendário litúrgico marcado pela maior importância e celebração. É um dia de regozijo! A Sexta-feira de Páscoa é uma solenidade!

4. Saudações

A Páscoa deve ser um momento de grande alegria. Esta alegria é naturalmente compartilhada com os outros e, ao longo dos séculos, os cristãos a expressaram de diferentes maneiras.

Por exemplo: os cristãos em muitas partes do mundo se cumprimentam com uma “saudação pascal”. É muito mais do que uma “Feliz Páscoa” e relata a alegria que se tem pela ressurreição de Jesus.

O costume foi originalmente desenvolvido no contexto da liturgia e ainda é mantido pelos cristãos orientais. Ocorre durante as Matinas da Ressurreição, vigília noturna que inicia na celebração da Páscoa, no Sábado Santo. Segundo o Metropolitan Cantor Institute, durante o canto dos salmos “os fiéis se aproximam para beijar a cruz na mão do sacerdote, que saúda a cada um: “Cristo ressuscitou!”. Então, cada um dos fiéis responde: “Sim, ele ressuscitou!”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 + 2 =