Síria: nomeado novo arcebispo de Damasco

O Sínodo da Igreja patriarcal de Antioquia dos Sírios elegeu Dom Youhanna Jihad Battah como novo arcebispo da capital síria. Enquanto que o Patriarca Ignatius III Younan nomeou o arcebispo de Alepo, Denis Antoine Chahda, como administrador da Arquieparquia de Hassaké e Nisibin

Cidade do Vaticano

O Sínodo dos Bispos sírio-católicos elegeu o novo arcebispo de Damasco, Dom Youhanna Jihad Battah, até agora bispo da Cúria patriarcal. Será o sucessor de Dom Gregorios Elias Tabé, 78 anos.

De 2002 a 2009 reitor do Colégio Santo Efrém de Roma

O novo arcebispo dos sírios-católicos para a capital Síria nasceu em Damasco em 26 de junho de 1956 frequentou a Universidade Saint-Esprit de Kaslik no Líbano e continuou seus estudos em Roma, onde obteve o doutorado em Direito Canônico em 1998 no Pontifício Instituto Oriental. Foi ordenado sacerdote em 19 de maio de 1991 e em seguida pároco de Quatana. De 1992 a 2002 foi reitor do Seminário patriarcal de Charfet e de 2002 a 2009 reitor do Colégio Santo Efrém de Roma, de Estudos orientais de língua árabe. Em 2011 o Papa Bento XVI deu o consentimento pontifício para a eleição de Dom Battah a bispo da Cúria patriarcal síria. Além do árabe, fala italiano, francês e sírio.

Dom Chahda substitui Dom Hindo como administrador

O patriarca de Antioquia dos Sírios Mar Ignatius Joseph III Younan, depois de ter consultado os bispos da Cúria patriarcal, nomeou Dom Denis Antoine Chahda, arcebispo de Alepo, a administrador da Arquieparquia de Hassaké e Nisibin, na Síria. Assume o lugar de Dom Jacques Behnan Hindo, 78 anos. Dom Chahda nasceu em Alepo em 19 de agosto de 1946. Estudou na Universidade Saint-Esprit de Kaslik no Líbano. Foi ordenado sacerdote em 1973 pela arquieparquia de Alepo, depois de vários encargos pastorais até 1979, foi transferido a Maracaí na Venezuela. Em 22 de junho de 2001 São João Paulo II nomeou-o exarca apostólico, sem caráter episcopal, para os fiéis sírios-católicos na Venezuela e em 13 de setembro do mesmo ano o Papa deu o consentimento pontifício para a eleição do Sínodo da Igreja patriarcal síria como Arcebispo de Alepo. Além de árabe, fala italiano, francês, espanhol e sírio.

A sede do Patriarca de Antioquia dos Sírios é em Beirute, no Líbano, mas a maior parte dos fiéis sírio-católicos ,cerca de 42 mil, moram no Iraque. Na Síria são 26 mil, enquanto que 55 mil vivem na diáspora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 + quatro =