Novembro Azul: a necessidade da prevenção contra o câncer de próstata

Novembro chegou trazendo com ele o mês de conscientização sobre o câncer de próstata. A campanha ‘Novembro Azul’ é um movimento mundial que reforça a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Segundo o Instituto nacional do Câncer (INCA), a doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

Dom Roberto Ferreria Paz. Foto: CNBB

O bispo de Campos (RS) e referencial da Pastoral da Saúde da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Roberto Ferreria Paz, ressalta a importância de vencer resistências e preconceitos a respeito do exame e diagnóstico do câncer de próstata.

“É preciso elevar a autoestima e consciência masculina a respeito da sua saúde corporal e integral”, destaca.

De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de próstata é o tumor que afeta a próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Segundo o ministério, embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

A Pastoral da Saúde na sua dimensão comunitária divulga e promove eventos de conscientização e educação sobre o tema. Já na sua dimensão política institucional nos conselhos e instâncias requisita atenção e verbas para as campanhas.

De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de próstata é o tumor que afeta a próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Esse câncer é o mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele. Embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

O Ministério apontou estimativas de 68.220 novos casos em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos. Segundo dom Roberto, é preciso dar testemunho da importância da prevenção e seguir o tratamento com amor à vida.

De acordo com o Inca, quando o homem perceber sinais e sintomas sugestivos da doença, como: dificuldade de urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina é preciso hora de procurar o médico para realizar exames.

A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce). Os homens sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença, podem realizar com exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).

Novembro Azul e o bigode

A campanha mundial de prevenção do câncer de próstata, conhecida como Movember (Moustache + November em inglês, ou seja, “bigode” e “Novembro”), surgiu em 1999, quando um grupo de amigos reunidos em um pub, na Austrália, teve a ideia de deixar o bigode crescer durante todo o mês como apoio à conscientização da saúde masculina e arrecadação de fundos para doação a instituições de caridade.

O mês de novembro foi o escolhido justamente por comemorar no dia 17 o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. A campanha foi um sucesso e, em 2004, foi criada a Movember Foundation Charity. A partir disso, as ações foram difundidas por todo o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × 1 =