Inauguram nova igreja católica no Sultanato de Omã

O Sultanato de Omã tem uma nova igreja, dedicada a São Francisco Xavier, na cidade de Salalah, localizada no sul deste país islâmico da península Arábica.

O templo foi inaugurado no último sábado, 7 de setembro, em uma cerimônia com a presença do Núncio Apostólico, Dom Francisco Padilla, o Vigário Apostólico do Sul da Arábia, Dom Paul Hinder, vários sacerdotes e religiosas do Vicariato, além do diretor do Ministério de Assuntos Religiosos, Ahmed Khamis Masood Al Bahri.

Dom Padilla expressou sua gratidão ao sultão de Omã, Qaboos Bin Said Al Said, por sua colaboração na construção do templo. “Permitir que os fiéis rezem em suas igrejas é um sinal de tolerância religiosa. A permissão para construir esta igreja é, ao mesmo tempo, uma grande contribuição para a paz. Confiamos que, no futuro, possa haver mais lugares de oração”, assinalou.

Da mesma forma, Dom Padilla incentivou os fiéis a visitarem a igreja com frequência para “que seja um sinal de esperança para todos nós, um sinal de que Deus sempre caminha ao nosso lado, nos bons e nos maus momentos, ainda que nossas orações não sejam atendidas imediatamente”.

“Estamos aqui para rezar a Ele, para pedir consolo, orientação e paz interior. Portanto, é importante para vocês que venham com frequência a esta igreja, que é sua igreja”, disse o Núncio aos fiéis.

Por outro lado, o Vigário Apostólico, Dom Hinder, fez um resumo do longo caminho na construção desta igreja, que começou em 1979, quando o sultão Qaboos bin Said doou o terreno para a construção do primeiro templo de Salalah. Em 22 de fevereiro de 1981, foi inaugurado um centro ecumênico e, em 1984, uma pequena igreja também dedicada a São Francisco Xavier.

Omã é um sultanato islâmico localizado no sudeste da península Arábica, na fronteira com Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Iêmen e situado em frente ao Irã.

Segundo o Relatório sobre a Liberdade Religiosa da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, 88,4% de sua população se declara muçulmana, 4,3% cristã de diferentes denominações (80 mil católicos) e 5,4% hindu.

O Islã praticado pela população muçulmana de Omã tem algumas peculiaridades e não se encaixa em nenhuma das duas grandes tradições islâmicas (sunismo e xiismo). Este ramo do Islã é conhecido como “Ibadismo” e é uma das tradições mais antigas do mundo islâmico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro + 20 =