Europa: Cáritas desafia candidatos a defender «políticas mais favoráveis à família»

FRANCE EU EUROPEAN PARLIAMENT

Organização católica evoca situações de pobreza ou exclusão social, que comprometem futuro da sociedade

A Cáritas Europa assinalou hoje o Dia Internacional das Famílias com um apelo aos candidatos que procuram a eleição para o Parlamento Europeu, pedindo-lhes que defendam “os valores” e “os interesses” da família.

“A União Europeia e os seus Estados-Membros precisam de políticas mais favoráveis à família enquanto célula básica e pilar essencial de qualquer sociedade justa, com um mercado de trabalho inclusivo e onde haja mecanismos adequados de proteção social”, refere uma nota da organização católica.

A Cáritas sustenta a importância de “desenvolver políticas favoráveis à família”, como elemento fundamental para o futuro da Europa.

“A este respeito, é imperativo que os líderes europeus cumpram o seu compromisso com o pilar europeu dos direitos sociais e garantam a proteção das famílias”, assinala o comunicado.

“Em toda a Europa, as famílias enfrentam a pobreza ou a exclusão social principalmente no que toca ao acesso à habitação, educação, cuidados de saúde e trabalho digno. As famílias europeias estão a lutar para garantir um futuro melhor para os seus filhos. Existe uma necessidade urgente de pôr em prática políticas que abordem o declínio demográfico em curso na Europa e que enfrentem os níveis crescentes de pobreza e desigualdades”.

A Cáritas Europa destaca o “capital social” gerado pelas famílias, em benefício de toda a sociedade.

“Desejo que o futuro Parlamento Europeu mantenha as políticas familiares no topo da agenda política e contribua para assegurar melhores condições para todas as questões que afetam as famílias na Europa”, declara Jorge Nuño Mayer, secretário-geral da Cáritas Europa.

A duas semanas das eleições europeias, a organização católica espera que os futuros deputados contribuam para “melhorar as condições de vida das famílias mais carenciadas”.

Também a Comissão dos Episcopados Católicos da EU (COMECE) lançoo uma declaração sobre o próximo ato eleitoral, ‘Reconstruindo a comunidade na Europa’, na qual convoca os cidadãos a um compromisso no “processo político”, exercendo o seu direito ao voto.

“As eleições da UE oferecem uma grande oportunidade para fazer escolhas políticas que fomentem uma fraternidade renovada entre as pessoas, relançando o projeto europeu”, pode ler-se.

Os bispos católicos pedem uma União Europeia que seja “protetora de pessoas, famílias e culturas, especialmente dos mais vulneráveis”.

“O cuidado com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável não pode se limitar às fronteiras da União Europeia e os resultados eleitorais terão impacto nas decisões que afetam a totalidade da humanidade”, adverte ainda COMECE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove + sete =