Como a fé no Sagrado Coração evitou a destruição de um vilarejo

Uma erupção vulcânica se aproximava do local. Os moradores correram para uma igreja e algo extraordinário aconteceu

No dia 8 de maio de 1902, uma grande erupção vulcânica vinda do Monte Pelée, na ilha de Martinica (Caribe) dizimou o vilarejo de Saint-Pierre e seguiu para o vilarejo de Morne Rouge.Era a festa da Ascensão e os paroquianos locais reuniram-se na igreja católica, assustados com a erupção. A população, então, foi consagrada ao Sagrado Coração de Jesus e o pároco expôs a Eucaristia para adoração no altar.

Todos queriam fazer o que eles acreditavam ser a última confissão. Enquanto rezavam fervorosamente por suas vidas, olharam para cima e notaram uma aparição do Sagrado Coração.

O Sagrado Coração de Jesus estava coroado de espinhos e alguns viram seu precioso sangue pingando do coração. A aparição durou várias horas, e um grande número de pessoas testemunhou o acontecimento milagroso.

Naquele dia, o vilarejo foi poupado da erupção vulcânica e todos tiveram a chance de se reconciliar com Deus no sacramento da confissão.

No entanto, alguns meses depois, em 30 de agosto, ocorreu outra erupção vulcânica e muitos foram mortos na cidade de Morne Rouge. A população acredita que Deus os poupou em 8 de maio para que eles pudessem ter tempo extra para fazer as pazes com Deus antes que Ele os chamasse de volta para casa. Em vez de ver isso como um sinal da ira do Senhor, eles acreditavam que era um ato de misericórdia e permanecem comprometidos com o Sagrado Coração mesmo após um acontecimento tão trágico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × três =