Igreja terá novos beatos e veneráveis servos de Deus

O Papa Francisco autorizou a promulgação de decretos sobre algumas beatificações e o reconhecimento das virtudes heroicas de dez Servos de Deus.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta quarta-feira (07/11), o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, cardeal Angelo Becciu, ao qual autorizou a promulgação de decretos sobre algumas beatificações e o reconhecimento das virtudes heroicas de dez Servos de Deus.

O Pontífice confirmou o culto há tempo imemorável (beatificação equipolente) do Servo de Deus, Michele Giedrojć, leigo professo da Ordem de Santo Agostinho. Nasceu em Giedrojce, na Lituânia, por volta do ano 1420. Faleceu em Cracóvia, na Polônia, em 4 de maio de 1485.

Beatas duas leigas italianas

Proximamente, serão proclamadas beatas duas leigas italianas. Trata-se da Venerável Serva de Deus Edvige Carboni que nasceu em Pozzomaggiore, (Itália), em 2 de maio de 1880. Faleceu em Roma em 17 de fevereiro de 1952.

E da Venerável Serva de Deus Benedetta Bianchi Porro que nasceu em  Dovadola, (Itália), em 8 de agosto de 1936. Morreu em Sirmione del Garda (Itália) em 23 de janeiro de 1964.

Beatos com o reconhecimento do martírio

Onze homens serão proclamados beatos com o reconhecimento do martírio.

Trata-se do Servo de Deus Angelo Cuartas Cristóbal e 8 companheiros, alunos do Seminário de Oviedo, na Espanha. Eles foram mortos por ódio à fé, em Oviedo, de 1934 a 1937.

Do Servo de Deus Mariano Mullerat i Soldevila, leigo e pai de família que nasceu em Santa Coloma de Queralt, na Espanha, em 24 de março de 1897. Foi morto por ódio à fé em El Pla, perto de Arbeca (Espanha), em 13 de agosto de 1936.

E do Servo de Deus Giacomo Alfredo Miller, irmão professo do Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs. Nasceu em Stevens Point, nos Estados Unidos, em 21 de setembro de 1944 e foi morto por ódio à fé, em Huehuetenango, na Guatemala, em 13 de fevereiro de 1982.

Novos Veneráveis Servos de Deus

Com o reconhecimento das virtudes heroicas, a Igreja tem dez novos Veneráveis Servos de Deus.

– Giovanni Jacono, arcebispo titular de Mocisso, bispo emérito de Caltanissetta. Nasceu em Ragusa, na Itália, em 14 de março de 1873 e morreu em 25 de maio de 1957.

– Alfredo Maria Obviar, primeiro bispo de Lucena, nas Filipinas, e fundador da Congregação as Missionárias Catequistas de Santa Teresa do Menino Jesus. Nasceu em Lipa, nas Filipinas, em 29 de agosto de 1889, e morreu em Lucena, em 1° de outubro de 1978.

– Giovanni Ciresola, sacerdote diocesano, fundador da Congregação das Pobres Servas do Preciosíssimo Sangue, Cenáculo da Caridade. Nasceu em Quaderni di Villafranca (Itália), em 30 de maio de 1902, e morreu em Quinto di Valpantena (Itália), em 13 de abril de 1987.

– Luigi Bosio, sacerdote diocesano que nasceu, em Avesa (Itália), em 10 de abril de 1909 e morreu, em Verona (Itália), em 27 de janeiro de 1994.

– Luigi Maria Raineri, clérigo professo da Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, Barnabitas. Nascem, em Turim, na Itália, em 19 de novembro de 1895, e morreu, em Crespano (Itália), em 24 de novembro de 1918.

– Raffaella della Passione (no século: Raffaella Veintemilla Villacís), fundadora da Congregação das Agostinianas Filhas do Santíssimo Salvador. Nasceu, em  Quito, no Equador, em 22 de março de 1836. Morreu, em Lima (Peru), em 25 de novembro de 1918.

– Maria Antonia di Gesù (no século: Maria Antonia Pereira y Andrade), monja professa da Ordem das Carmelitas Descalças. Nasceu, em El Penedo, na Espanha, em 5 de outubro de 1700 e morreu, em Santiago de Compostela, na Espanha, em 10 de março de 1760.

– Arcangela Badosa Cuatrecasas, religiosa professa da Congregação das Irmãs da Beata Virgem Maria do Monte Carmelo. Nasceu em Sant Joan les Fonts, na Espanha, em 16 de junho de 1878 e morreu em Elda, Espanha, em 27 de novembro de 1918.

– Maria Addolorata del Sacro Costato (no século Maria Luciani), religiosa professa da Congregação das Irmãs da Paixão de Jesus Cristo. Nasceu em Montegranaro (Itália), em 2 de maio de 1920 e morreu em Teramo (Itália), em 23 julho de 1954.

– Lodovico Coccapani, leigo da Ordem Franciscana Secular. Nasceu em Calcinaia, na Itália, em 23 de junho de 1849 e morreu em 14 de novembro de 1931.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 2 =