Desconhecidos queimam estátua da Virgem Maria

Em Madhya Pradesh (Índia), queimaram uma estátua da Virgem Maria na paróquia de St. Joseph, a poucos quilômetros da sede arcebispal.

O grupo cristão Global Council of Indian Christians (GCIC) denunciou o fato. Seu presidente, Sajan K George, disse que o incêndio ocorreu no dia 3 de fevereiro. “A estátua de Maria foi encontrada queimada, na gruta da paróquia de St. Joseph”, indicou.

A comunidade cristã expressou estar “muito aflita e profundamente ferida em seu sentimento religioso”.

Padre Rockey Shah, porta-voz da Diocese de Jhabua, da qual a paróquia pertence, apresentou a queixa. “Uma investigação está sendo realizada, um memorando foi enviado à polícia e ao collector (prefeito do distrito). Pedimos ao nosso povo que reze pela paz e harmonia e evite reagir agressivamente “, assinalou.

Segundo informou Asia News, o presidente do GCIC disse que “a vulnerável comunidade cristã continua sofrendo com a hostilidade de grupos que buscam semear a desconfiança e a divisão”. Indicou que esta situação “causa discórdia social e a fé cristã é vista na Índia com suspeita, apesar do fato de nosso país ser laico e sua Constituição garantir que ninguém seja discriminado por causa de sua crença”.

Dom Basil Bhuriya, Bispo de Jhabua, compartilhou que visitou “a gruta no mesmo dia do incidente, por volta das 21h30. Foi muito triste assistir a cena toda, com a polícia vigiando o local. Nós oramos e consolamos as pessoas que estavam lá. A paróquia tem cerca de 4.000 fiéis”.

O Prelado disse que a investigação está sendo feita contra indivíduos não identificados e a intenção principal é “restaurar a gruta e celebrar uma Missa“. Ele indicou que, apesar de tudo, ainda há sinais de esperança.

“A situação não é tão crítica”, disse o Bispo, ressaltando que estavam realizando a novena a Nossa Senhora de Lourdes e que celebrariam sua festa – comemorada na última segunda-feira, 11 de fevereiro – para a qual aguardavam mais de 25 mil pessoas. “Maria atrai a Ela gerações de todos os credos”, acrescentou Dom Bhuriya.

Em Madhya Pradesh, os cristãos são perseguidos e seus templos queimados e destruídos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 + 15 =